Porque me tornei vegetariana?

Esta é a pergunta que frequentemente me colocam, e que é bem pertinente para o arranque do primeiro artigo deste blog!

Porque me tornei vegetariana?

A minha motivação inicial talvez tenha sido diferente da maioria e nada teve a ver com o bem-estar animal, com as questões de sustentabilidade ou de saúde. Essa consciência só veio mais tarde!

Foi um crescendo de reflexão que culminou em Janeiro de 2002 (dia 6 para ser mais precisa) e que começou alguns meses antes.

O meu regime alimentar baseava-se essencialmente em carnes e de todo o tipo. Sim mesmo de todo o tipo, moelas, fígado, rojões, enchidos, e todos aqueles pratos bem típicos portugueses. Peixe e legumes muito pouco e fruta nem vê-la!

Portanto era este o meu cenário, que nada faria prever uma mudança tão grande!

Com 24 anos na altura, senti que tinha de mudar algo e que precisava cuidar de mim. Precisava de fazer alguma atividade física, mas que não envolvesse “malhar” num ginásio!

Foi então que em Outubro de 2001, comecei a praticar no Método DeRose, e senti que aquilo tinha sido desenhado para mim. Não era um desporto e não era um ginásio. Era uma escola com profissionais, que faziam da sua vida, aquele Lifestyle.

Percebi rapidamente que a prática, trabalhava vários sectores como, o físico, mental, energético, emocional e intuicional! Não era uma prática zen, mas bem dinâmica, poderosa e bem completa!

Conheci novas pessoas, experiências de vida e outras realidades!

Maria dancing

Com esse convívio, uma maior consciência do mundo despertou e senti que tinha encontrado a minha “tribo”! Foi como se tivesse feito uma viagem a um país longínquo, e encontrado uma cultura com a qual me identifiquei.

Hoje com 40 anos e já com quase 15 anos neste regime alimentar, tem sido uma tomada de consciência constante, que extravasou a área alimentar e passou para o plano político, social e económico!

Nos próximos artigos, vou partilhar como foi a reação da minha família a esta mudança, e também como saber estar num mundo maioritariamente de omnívoros!!

4 Comentários
  1. desde já, as minhas felicitações pelo teu blog deveras interessante.Eu tornei-me vegetariano por uma tomada de consciência ao me aperceber através e principalmente da filosofia budista que, os animais , sobretudo os mamíferos têm efectivamente sentimentos como a tristeza , a ansiedade, a alegria… o amor incondicional que eles nos oferecem. Acabei opor concluir através da ciência que toda a filosofia budista convergia em absoluto com a própria ciência… então tomei a decisão de me tornar vegetariano… porque se os animais são meus amigos,pois bem, eu não como os meus amigos.

Deixar um comentário

O seu endereço de email nunca será partilhado com terceiros.

Vocês pode usar estes tags e atributos em HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Olá

Chamo-me Maria e vivo no Porto, em Portugal.
Este blog é dedicado ao meu estilo de vida e a tudo aquilo que me inspira!
Tornar-me vegetariana em Janeiro de 2002, mudou muito a minha vida e ainda hoje é um aprendizado constante!

Segue-me no instagram!.